quinta-feira, 13 de março de 2014

Navegando outros mares


Os males que sofri não me causaram agudos tormentos
mesmo tendo que navegar num oceano tão ilimitado de
dúvidas e incertezas já que a vida cotidiana não passava
de uma cena tão cheia de obscuridades e perplexidades.

Quando a inverdade conduz ao absurdo
servindo apenas para tornar odiosa uma pessoa
que não pode ocasionar nenhum mal fica evidente
a culpabilidade e baixeza moral praticada pelo ser humano.


José Lima Dias Júnior – 10.03.2014

2 comentários:

  1. Será que é possivel passear por um rio de piranhas sem manhar as águas de sangue?

    ResponderExcluir
  2. Depende de como você fará a travessia.

    ResponderExcluir