quarta-feira, 26 de março de 2014

Insuportável

Arte: Karina Marandjian

Os limites intramuros
delimitados pela sua sanha
não suportaram tanto rancor
quando derramaste melancolia em mim.
Renunciei às fantasias de sua onipotência, onde
tudo era ornamentado com as cores da sujeição
para produzir num espaço inerte o insuportável
do meu sofrimento.

José Lima Dias Júnior – 26.03.2014


Arte: Karina Marandjian

2 comentários:

  1. Insuportável mesmo foi seu "ADEUS" pronunciado sílaba por sílaba.

    ResponderExcluir
  2. Não há adeus sem sofrimento... todos adeus é dolorido.

    ResponderExcluir